CONTRIBUIÇÃO AO ESTUDO DE CIMENTOS SUPERSULFATADOS: RESISTÊNCIA AO ATAQUE DE SULFATOS

Reference Presenter Authors
(Institution)
Abstract
04-047 Adernanda Paula dos Santos dos Santos, A.P.(Universidade Tecnológica Federal do Paraná); Atualmente a preservação de recursos naturais e a diminuição de impactos ambientais, estão sendo as maiores preocupações de grandes indústrias, como exemplo das siderúrgicas e cimenteiras. Nas últimas décadas tem-se voltado uma atenção especial para o desenvolvimento de cimentos alternativos. Os cimentos supersulfatados (CSS) fazem parte desde grupo de cimentos alternativos, onde, são compostos principalmente de escória de alto forno (80-90%), sulfato de cálcio (10-20%) e um ativador alcalino, assim como o cimento Portland (em torno de 5%) ou hidróxidos de metais alcalinos. Fabricou-se pela primeira vez em 1908. Uma das principais vantagens apresentadas pelo CSS é sua resistência a ambientes agressivos como aqueles com presença de sulfatos. O objetivo desse trabalho é analisar o desempenho do cimento supersulfatado em exposição a ambientes agressivos, bem como sua comparação com o cimento Portland. Dessa forma, elaborou-se amostras de CSS com uso de hidróxido de potássio com o teor de 0,5 em formulações de CSS contendo entre 80% de escória de alto-forno e 20% de sulfato de cálcio (anidrita), bem como amostras com cimento Portland de alta resistência inicial resistente a sulfatos, a fim de expô-las a solução de sulfato de magnésio (MgSO4) e a solução de sulfato de sódio (Na2SO4). Para as amostras citadas a cima serão desenvolvidos ensaios de resistência mecânica, resistência a ataque por sulfatos, e ensaios da microestrutura. Os ensaios de resistência mecânica serão desenvolvidas com pastas em dimensões de 20x40 mm. A resistência a sulfatos será baseada no método NIST TEST, os moldes prismáticos utilizados tem suas dimensões reduzidas sendo estas de 10x10x40 mm, este método tem duração de 91 dias. Os estudos microestruturais serão realizados nas pastas, para tanto será realizado os ensaios de difração de raio X (DRX), microscopia eletrônica de varredura (MEV), fluorescência de raios X (FRX).
<< Back
Copyright © 2019 Metallum. All rights reserved.
Site produced by: SITESP.NET